terça-feira, 6 de novembro de 2012

In love with Lisboa

Ando a conhecer Lisboa, experimentando-a. Testando-a. Não quero conhecer aquela rua por estar ao lado de outra, não quero conhecer aquele sítio por ficar perto de outro. Quero viver essa rua, esse sítio e todos os espaços que a nossa cidade tem. Perceber o que é esse orgulho em ser português, viver na capital e conhecer de cor o mapa desta cidade. Conhecer a rua porque passeei por lá com não-sei-quem, jantei com ela, encontrei-me com ele, tirei umas fotografias lindas, etc. Ter uma experiência vivida desses sítios.

First Stop: Alfama.
O quê: Jantar no Santo António de Alfama.
O melhor: Subir a calçada a pique, conversas ao som do fado que se ouve pelas ruas, chuva e nós lá dentro, imperiais e cascas de batata fritas (melhor substituto à falta de caracóis), espaço muito intimista. Sopa de comer e chorar por mais. Conversar com o arrumador de carros, ucraniano. Médico.
Lá perto: Fábrica do braço de prata. Bom demais. Aproveitar enquanto não a deitam abaixo.

A repetir? Sem dúvida.

1 comentário:

Rosarinho MB disse...

Minha querida,

Eu amo Lisboa! Amo de morte! Amo de paixão!
Não conseguiria viver noutro sítio. Sou apaixonada por esta cidade e cada vez sinto isso com mais intensidade.
Uma vez tive de escrever um texto sobre uma coisa que me caracterizasse e escrevi sobre Lisboa, sobre os seus "becos, escadinhas, ruas estreitinhas, onde em cada esquina há um bailarico. trovas p'las vielas e em todas elas perfume de manjerico! risos, gargalhadas...."
LOVE IT!