quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Acreditas na vida após o nascimento?

 
"No ventre de uma mulher grávida estão dois bebés. Um pergunta ao outro:
- Acreditas na vida após o nascimento?
- Claro. Algo tem de existir após o parto. Talvez nós estejamos aqui porque precisamos de nos preparar para o que virá mais tarde.
- Parvoíce! Não há vida após o nascimento. O que seria essa vida?
- Eu não sei, mas certamente haverá mais luz. Talvez andaremos pelos nossos próprios pés e nos alimentaremos pela boca.
- Isso é um absurdo! Caminhar é impossível. E comer com a boca? Isso é ridículo! O cordão umbilical é onde nós comemos. Vou-te dizer uma coisa: a vida após o parto está excluída. O cordão umbilical é muito curto.
- Bem, eu acho que deve haver alguma coisa. E talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos acostumados aqui.
- Mas ninguém nunca voltou do pós-parto. O parto é o fim da vida. E acima de tudo, a vida não é mais do que uma angustiante existência na escuridão e que não leva a nada.
- Bem, eu não sei exactamente como será depois do parto, mas com certeza vamos ver a nossa mãe e ela vai cuidar de nós.
- Mãe? Tu acreditas em mãe? E onde pensas que ela está?
- Onde? Em tudo à nossa volta! É nela e através dela que vivemos. Sem ela, o mundo inteiro não existiria.
- Bem, eu acho que não! Eu nunca vi mãe, por isso, é lógico que não exista.
- Bem, mas às vezes quando estamos em silêncio podemos ouvi-la a cantar ou senti-la a acariciar o nosso mundo. Sabes... Eu acho que há uma vida real que nos espera e que aqui apenas estamos a preparar-nos para ela..."

Não fui eu que escrevi e não sei quem é o autor, mas gosto imenso, dá que pensar!

4 comentários:

Anónimo disse...

Teresinha PARABÉNS PARABENS E PARABENS por este post! Diana

Sentada na ponta da lua disse...

Muito bom. Adorei ler!

Sentada na ponta da lua disse...

Muito bom. Adorei ler!

Teresa Flores disse...

Obrigada, mas tenho muito pouco mérito por este post: 1º, não é da minha autoria (é daqueles textos que vão circulando pela internet)e não sei quem é o autor(as minhas desculpas, podia ter posto, pelo menos, autor desconhecido) mas também gosto muito! 2º, a ideia de pôr aqui também me foi sugerida por outrem :)