quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

A Chanel Preta

A Pépa, Filipa Xavier, é blogger. Gere o Fashion-à-Porter, porque um dos maiores interesses da sua vida é a moda.
O Fashion-à-Porter é um dos blogs de moda mais conhecidos e mais visitados da blogosfera e graças a ele a Pépa tem tido alguma projecção mediática, fazendo alguns trabalhos importantes na área.
A Samsung decidiu fazer uma campanha de marketing dos seus produtos, através de uma entrevista a alguns bloggers, onde falam dos seus desejos para 2013.
O vídeo da Pépa tornou-se viral porque...a Pépa assume que tem o desejo "consumista" - ela própria assim o apelida" - ter uma Chanel preta, modelo clássico. Pelos vistos ficaram todos muito ofendidos e, neste momento, chovem os insultos, as brincadeiras de mau gosto (já há uma "petição" A Pepa quer uma mala, com cerca de 4.000 "subscritores"), e a redução da dignidade da Pépa por parte de muitos que nem a conhecem. 
Mas eu conheço.

A Pépa é minha amiga. Não de ontem, já de alguns anos.
Por isso, embora nos vejamos pouco porque ambas temos pouco tempo, sinto que tenho de intervir.

A Pépa sempre gostou de Moda. Sempre. Como podia de gostar de Engenharia, ou de Literatura, ou de Teatro. É uma miúda fantástica, sempre sorridente, com bons valores. Não, não estou a dizer que é perfeita, nem nunca vão ouvir dizer isso de uma amiga minha, mas trabalha muito para fazer o que gosta, faz o que gosta e fá-lo bem!
Assumiu, neste mundo do politicamente correcto, que gostava de ter uma Chanel preta clássica.
Um desejo, que, deixando modéstias e escrúpulos à parte assiste a qualquer mulher.
Sim. Que mulher não desejava ter uma Chanel preta clássica?
E qual é o problema de admitir isso???
A Pépa não diz que sem isso não vive, que sem a Chanel o ano vai ser uma desgraça.
Assume um desejo, reconhece que é um laivo consumista, mas isso não a pode reduzir. Se o desejo da Pépa fosse a paz no Médio Oriente, ainda que não fosse sentido, seria muito bem aceite por toda esta gente. Se ela tivesse dito que o queria mesmo era que as normas do OE não fossem declaradas inconstitucionais, até vinha o Morais Sarmento dar-lhe um beijo.
Mas não. Portugal só convive bem com o "falar para agradar a todos". A tão falada "tolerância", que todos exigem, mas que afinal só serve para algumas coisas.

Pépa, não necessariamente para o ano, mas também eu, mulher de um homem exigente, mãe, dona de casa, estudante e trabalhadora, que estou cheia de problemas e apertos financeiros, desejo que o meu marido, um dia, me ofereça uma Chanel preta. E um casaco de Vison, coisa que aliás, já está prometida desde o primeiro ano de casamento.
É triste criticarem pela superficialidade, aquilo que superficialmente é avaliado.



16 comentários:

Catarina Ferreira Pinto disse...

Ora nem mais! My point exactly!

Anónimo disse...

Percebo que olhar para esta "polémica" com olhos de amiga seja muito diferente. Eu não sou nem amiga da pépa, nem fã, nem hater. nunca tinha ouvido falar dela. e de facto ri-me imenso com aquele vídeo e digo, assistindo-me esse direito, que é absurdo. E não é por ela querer ter uma chanel preta. eu gostava imenso de ter um tekkel ou a bandolete que a princesa charlotte levou no casamento do tio. daí a dizer que isso são os meus desejos para 2013 e que seria uma conquista pessoal conseguir tê-los... além do mais, apesar de os grupos se estarem a focar muito na mala da channel, acho que o que mais "repugnou" as pessoas foi o tom afectado completamente exagerado (e talvez propositadamente) com que ela estava a falar. eu nao sei se ela fala assim no dia-a-dia, mas eu não aguentava...
se fosse uma ordinarona da casa dos segredos a dizer que o maior desejo para 2013 era ter umas maminhas de silicone novas, isso iria com certeza merecer uma gigante crítica deste blog.
mas como disse, este post é claramente escrito por alguém que conhece a pépa para além daquele video. para o comum dos cidadaos, é inegável que aquilo foi patético.

Rosarinho MB disse...

Querida Cate,

Tinha agora mesmo acabado de ver o vídeo, que achei rídiculo, para te ser sincera.
Concordo com o anónimo: isso são os olhos de amiga a falar.
Não vou criticar a Pepa, não a conheço. Mas, sendo isto uma campanha da Samsung, e sendo ela uma figura "mais ou menos pública", considero que não devia dizer que o seu desejo para 2013 era ter uma carteira chanel. Sinceramente, estamos num mundo de crise. Eu também desejo ter uma carteira chanel, mas não vou, em nome de um blogue, socialmente afirmar isso para Portugal inteiro.
Mas é o meu ponto. Não tenho nada contra ela, nem a conheço. Só achei despropositado!

Ini Vaz Pinto disse...

Estou absolutamente escandalizada com a maldade pura das pessoas. Quero lá saber se a Pepa quer uma carteira Chanel- não deixa de ser pessoa. Todo este "movimento" é tão extraordinariamente triste. Mesmo mesmo triste.

Catarina Nicolau Campos disse...

Anónimo,

1. A Pepa tem aquela voz e fala daquela maneira. Nunca me incomodou, nem acho razoável dizer que é "absurdo".

2. Quanto a esse programa, não vejo nem me interessa. E se alguém quisesse pôr silicone, nada contra.
Se quer ter maminhas maiores, força.
Desde que não seja para se reduzir na sua dignidade, tudo bem.

3. A Pépa é minha amiga, mas se não fosse é igual.
O desejo dela para 2013 é comprar uma coisa que quer muito com o dinheiro que juntar do trabalho que iniciou há pouco tempo.
Sou muito pouco comunista neste aspecto: acredito que se uma pessoa se locupleta dignamente, pode fazer o que entender com esse dinheiro, que justamente lhe cabe.

4. É uma campanha a promover tablets, máquinas fotográficas, telemóveis. A partir das desejos sinceros dos bloggers chamados. A Maria Guedes quer a casa dos seus sonhos a um preço razoável. So what??
Para a Pépa será uma conquista pessoal, e quis partilhar isso.
Que raio de pseudo liberdade de opinião andamos nós a proclamar??

Catarina Nicolau Campos disse...

Rosarinho,

desculpa, mas não consigo concordar.
A Samsung convidou-a para dizer quais eram os desejos da Pépa. A Pépa foi sincera e não vejo o que isso tem de ridículo.
Quer adquirir um bem com o dinheiro que vai juntar do trabalho que está a fazer. Ninguém tem que julgar. Se calhar é um desejo de criança que nunca teve a possibilidade de concretizar (não sei).
Cada um faz o que quiser com o dinheiro que aufere. A Pépa não vai pedir um crédito para adquirir a Chanel!
E não é pelo facto do país estar em dificuldades que temos que ter escrúpulos em dizer a verdade.
Nesse caso, em atenção à miséria nacional, não nos podíamos queixar do preço do gasóleo, porque há muitos que nem carro têm; não nos podíamos arrogar de ter engordado no Natal com os doces, porque há quem não tenha que comer...
É uma blogger de moda, a Samsung chamou-a nessa qualidade, despropositado seria ela dizer que desejava que a Troika se fosse embora e que os subsídios não fossem divididos em duodécimos.
Aí sim, acho que até a Samsung ficaria confusa.

Rosarinho MB disse...

Eu não disse que tinha alguma coisa contra ela, Inês. Nem disse que deixava de ser pessoa. Aliás, no meu comentário referi exactamente isso, não tenho nada contra ela. é-me indiferente o que é que ela deseja, absolutamente indiferente. ela que seja feliz. lol!
Só achei o vídeo um bocado absurdo e não muito atraente. Mas não tenho nada contra a forma como ela gasta o dinheiro. nadinha! e não referi isso!
Aliás, acho que cada um gasta o dinheiro que ganha como QUER E BEM ENTENDE!!! não disse nada disso. só me referia ao vídeo que me parece um pouco tonto.
bjs

Ini Vaz Pinto disse...

Rosarinho o comentário não era direccionado a ti, mas sim a todo este "movimento", como disse.

A Pépa (independentemente da futilidade do seu vídeo, dos seus desejos, da sua voz, do que quer que seja) está a ser atacada numa maneira que mete NOJO. Qual a moral das pessoas que a criticam, e que depois perdem tempo a fazer um grupo no Facebook a gozar com ela, a fazer comentários maliciosos, vídeos,"memes", de tudo...

Preferível uma pessoa que quer uma carteira Chanel, que 8mil que querem mandar abaixo uma miúda.

Tal como muitos disseram, sinto vergonha alheia. Sinto mesmo. Sinto vergonha alheia de todas essas pessoas MÁS. Ou acham que a crítica que fazem é construtiva?

Margarida Paccetti disse...

Concordo com a Ini!

Catarina Nicolau Campos disse...

Inesinha, nem mais! Eu ainda não consegui falar com a Pépa, ela deve estar destroçada!!
Esforça-se imenso nesta área, e só espero que o futuro profissional dela não fique comprometido com esta estupidez toda.
Não percebo que necessidade é esta que as pessoas têm de rebaixar os outros assim! É mesmo maldade!

M disse...

Não conheço a Pépa, mas esta histeria colectiva deixa estupefacta. Neste mundo pseudo real que é a internet, é aflitiva a facilidade com que toda a gente critica, achincalha e ofende toda a gente por qualquer coisita.

Acho a maior graça a quem critica ferozmente a Pépa com msgs "enviadas do seu iPad, iPod, iPhone, iqualquer coisa".

Eu tenho 50 desejos consumistas iguais aos dela, e por isso não percebo o porquê de tanto alarido.

A consciência de crise ganha-se estando atento às necessidades de quem está ao nosso lado e deitando a mão a quem precisa. Não consigo perceber como é que se arrasa uma pessoa em poucas horas só porque tendo sido entrevistada enquanto blogger de moda, demonstrou ter um desejo relacionado com moda.

Anónimo disse...

Será que a realização desses 50 desejos consumistas é uma conquista pessoal?

M disse...

Se for fruto do meu trabalho, com certeza.

alexandrachumbo disse...

sinceramente, mais do que ela dizer que para ela uma conquista pessoal é ter a tal mala - que não vejo problema nenhum nisso :) Faz-me pensar ela dizer que quer ter mais tempo só para ela... isto anda na boca do povo "mais tempo para mim", e a mim pessoalmente isto paralisa-me. Para que querem as pessoas mais tempo para si? Não é tão bom dedicar-mos tempo aos outros? Fica aqui o convite à reflexão... Foi dito por ela neste video, mas é dito em muitos contextos e ninguém se interroga... só eu? :) Deixem lá a moça mais a mala!

Patricia disse...

Também escrevi sobre este assunto: http://www.suitcaseeffect.com/2013/01/pt-blogger-de-moda-ou-lifestyle-futil.html

Acho que o argumento de "se ela quere uma mala deixem que queira uma mala" não serve. Concordo plenamente que estao a extrapolar os insultos ( hoje em dia é muito facil, usando o teclado e protegidos por um ecran serem haters...infelizmente) é desnecessario e triste.

Ela teve um momento infeliz, sendo licenciada também em relaçoes publicas sabera melhor que ninguem que se tem de cuidar o que se transmite para o publico, principalmente se esse publico é o geral e nao os seguidores do seu blog. Quando me queixo do preço da gasolina nao o faço para o publico em geral.

Tenho pena do momento que ela estará a passar e que a estao a fazer passar, nao era para tanto, mas nao concordo que lhe deêm desculpas "porque é o dinheiro dela" e poruqe ja todas desejamos algo caro. Teve um mau momento.

Maria disse...

Ó minhas queridas! Embora lá ajudar-me a ser famosa? É que ando com a Chanel na cabeça. Mandem esta foto para a Samsung, direitinha para o serviço de marketing. Pronto! de repente apetece-me ser famosa! Bora lá ajudar-me? Mandem a foto, sim? Está aqui: http://fashionstatement-mulherescomestilo.blogspot.pt/2013/01/acho-que-vou-ficar-famosa.html
Agora a sério: não é a rapariga que está em causa, como é óbvio e penso no que estará a sofrer e, sem a conhecer, até fiquei preocupada como estará com isto tudo. Foi a Samsung que a "usou" numa pretensa publicidade de "falta de senso" a dizer que, para 2013, quer "sorte" e ... uma mala chanel. Uma chanel que é uma aspiração de muitas (muitas mesmo) mulheres. Mas a samsung, nesta fase que Portugal atravessa, associa-se a valores como "a sorte" e uma "mala Chanel que fica bem com tudo" como uma "conquista pessoal"? desde quando é que a sorte faz alguma coisa de útil? Não é o trabalho e o esforço? E desde quando uma mala Chanel nos torna melhores pessoas e se traduz em valores humanos que possam levar as pessoas (que normalmente são seres inteligentes) a gostar da Samsung? Isto a mim dá-me uma enorme vontade de rir. Pessoas que não pensam, sem senso comum porque aquele vídeo já tinha escrito "vai dar bronca". Quanto à rapariga é muito nova e deixou-se prender pelo laço que lhe lançaram os marketeers da samsung. Penso nela e no que estará a passar. Nunca há direito de condenar ninguém na praça pública. Não entendo este fenómeno que se gerou à volta disto. Mas penso que se explica pelo mercado alvo da samsung que não é, definitivamente, a chanel... As pessoas sentiram-se indignadas porque, no geral, estão a viver nos limites da sobrevivência. Ó sei lá! Quiduchas beijinho! Pronto!