segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Vestidos de noiva: dress to impress?

Desde a manhã do dia seguinte - ao pedido de casamento - que me perguntam pelo vestido de noiva. Ao princípio até pasmava com a pergunta ("será que acham que passei a noite a escolhê-lo?") - afinal, não é como se eu me fosse casar já amanhã. Mas depois lembrei-me da expetativa que todas as mulheres (eu incluída) têm em relação ao vestido de noiva - das outras!


É que é muito mais difícil escolher o próprio vestido de noiva - 
é só UM na vida (escolhe bem agora ou cala-te para sempre!), 
e há tanta coisa bonita e incompatível! - 
do que elogiar o vestido de noiva das outras!

Enfim, mas não foi para isso que aqui vim. Foi para vos contar o meu espanto em relação à coleção de vestidos de noiva que aí vem, e que me deixou um bocadinho perplexa. 

Que os vestidos curtos -curtíssimos, entenda-se - existem, 
toda a gente sabe.

Que os vestidos curtos não são de maneira nenhuma tão elegantes 
quanto os que eu chamo de normais 
(e que não apontam exclusivamente para o pernil da mulher), 
toda a gente sabe.

AGORA... onde é que já se viu, princesa que é princesa, no dia do seu casamento, a entrar pela Igreja dentro com uma bruta mini-saia?? É que a nova coleção descobre as pernas totalmente, mas mantém a cauda do vestido, como quem diz «a cauda serve para os convidados saberem quem é a noiva, mas quando ela estiver farta vira-se de frente e é uma convidada - mas de branco ("que deselegância vir de branco, e onde está a noiva?")».

Eu até podia percebê-los. São solidários com a noiva, já que tantas vezes parecem um mono branco num mar de pernas femininas. Mas, depois de ter visto algumas amigas a casar (e que vestidos lindos!), posso dizer que não há nada como um vestido de princesa, mais clássico ou mais moderno, mas sempre elegante! 

P.S. Ainda dentro da história dos vestidos de noiva, devo dizer que o querido noivo também pretende guardar segredo em relação ao fraque do dia C. Tudo bem, ele pode ter esse segredo. Mas concordemos que não há comparação possível entre o mistério que um e outro suscitam!

5 comentários:

Maria disse...

Um vestido de noiva....Que seja um vestido da época em que casamos, sem dúvida, porque é a "nossa" época, foi o "nosso" dia. Mas um vestido que, daqui por 20, 30 anos ou mais décadas continue a ser bonito. Vestido de noiva = harmonia (tem de "casar" com a noiva para ela não parecer mascarada) + bonito (um bonito é sempre um bonito). E os netos vão dizer: "a avó era tão bonita". Vão querer ser como ela. E, de repente, é tudo tão mais fácil, não é? "um simples vestido de noiva" não é um "simples vestido de noiva". Mini à frente e comprida atrás? Brega, esquisito, piroso e de mau gosto. E sobretudo cheira-me a "temporário" o que é sempre "impróprio para uma noiva". Noiva de mini saia = noiva a termo + soma e segue.

Margarida Benedita M. M. (DITA) disse...

Teresa é sempre um prazer ler os teus comentários à moda!
Aqui fica os 10 vestidos de noiva de Princesas (verdadeiras)
http://www.zankyou.pt/p/vestidos-de-noiva-de-princesas

TeresaHU disse...

Ditinha, responde à msg que te mandei mulher!! Qualquer dia escrevo um post sobre o tempo que demoras a responder-me ;) Beijos!!

Rosarinho disse...

Querida Teresa,

Agora só fazes posts sobre o casamento, que amor! Fico muito contente. Gosto imenso de lê-los. Estamos todas numa "onda" de casamento devido às nossas amigas noivas que (confesso!), eu própria, já não sei pensar sobre outra coisa (até sonho com isso) e até o meu namorado fala desse tema (e esta, heim?). Decidimos que gostariamos muito de casar no Inverno (e...guess what?) já andei a ver mil vestidos de casamento para essa estação...lindos!! Tenho de tos mostrar. Mas...falta tanto!!
Beijinhos grandes

Rosarinho disse...

ah, e claro que a decisão de um fraque não se assemelha à decisão do vestido da noiva. coitadinhos dos noivos (ou não, para os mais tímidos ate dá jeito que assim seja). Mas, claramente, por muito que se diga "que bem que estava o noivo", "que elegante", nunca se ouviu comentar (pelo menos por muito tempo) "que riscas tão bonitas que aquele fraque ostentava" ou nunca me perguntaram (depois de falar de um casamento) "como é que era o fraque do noivo?"
eheh!!
No entanto, é fundamental que a escolha seja a acertada. Pois, se o noivo estiver mal (aí sim!) cairão comentários!!!
beijinhos