quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Há 2 anos foi assim - Parte I

Há 2 anos tornei-me uma só, com o meu marido Miguel. Dia 15 de Agosto de 2010, cerimónia marcada para as 13h na Sé de Lisboa.
Acordei por volta das 7h. Tinha conseguido dormir bem, sem os pesadelos que me assolaram as noites nos últimos dias antes do dia D. Às 8h tínhamos que estar no cabeleireiro da Mãe e da minha irmã, em Oeiras.

Assim que chegámos a Oeiras descobri que me tinha esquecido da tiara e do véu em casa (PÂNICO 1), pelo que regressei a todo o vapor com o Daddy para recuperar o perdido.
Às 9h tinha encontro marcado com cabeleireiros, maquilhadores e fotógrafos na York House, onde me iria preparar, por convite do seu proprietário,  tio José Tomaz Mello Breyner, a quem nunca é demais agradecer.

Cheguei, tomei banho e aguardei. Os fotógrafos chegaram, mas o resto da equipa não (PÂNICO 2). Eram cerca das 10h quando as madrinhas começaram a chegar e  depararam-se com uma noiva inconsolável que achava que ia despenteada e au naturel para o seu próprio casamento.


Mas nada disso. Entretanto, o quarto já se tinha transformado nos bastidores de um desfile, véu para aqui, chapéus para ali, umas ao telefone, outras a juntar o pouco que tinham trazido para retoques: blush, lápis, rímel.
Quanto ao cabelo, o facto estava consumado: Domingo + feriado, meio de Agosto = ninguém. Mas há sempre um Anjo da Guarda. O meu foi a tia Ana, que ia de férias nesse dia, mas que antes decidiu que ia ajudar uma miúda que praticamente tinha visto crescer. Trouxe tudo: spray, laca, rolos, pente e escova, ganchos elásticos, e a habilidade de uma mãe de 3 raparigas. E salvou a noiva.


Bouquet Frederico Oliveira e Sapatos Rosa Clará 



Entretanto, o autor do bouquet entrou também naquela babilónia de quarto entregar a sua obra de arte. Não resisti a dar-lhe um beijo pela pontualidade, que, naquele dia, me pareceu a coisa mais preciosa do mundo. Obrigada Frederico Oliveira, da República da Flôr!





Enquanto a Carlota me punha o véu e a tia Ana consertava com a tiara, eu mesma finalizei a maquilhagem. 

Vesti-me e o atraso já era imenso. 







Luta seguinte: fotógrafos. Já estava tão atrasada que não me apetecia nada tirar fotografias. E o que gritei eu com aqueles pobres senhores! Que o noivo ia-se embora, que era uma tolice tirar fotografias quando o mais importante estava à espera, etc. Escusado será dizer que todas as raparigas se riram muito de mim por me encontrar naqueles preparos. 
Se soubessem como estava furiosa quando me tiraram estas fotografias...
FURIOSA!!

Metemo-nos no carro - cuidadosamente decorado com laços gigantes cor de rosa choque pela minha Mãe e irmã, mesmo a combinar comigo - e seguimos para a Sé em alegre caravana, que teve direito a escolta e tudo.

Chagados à Sé (miraculosamente arranjámos lugar meeesmo à porta), olhei para o vidro do carro e lembrei-me que não tinha batôn! Madrinha Inês já se tinha precavido, trazido o da tia Graça, num tom que não compromete e apliquei sem mais, ali, à porta da Sé.
Preparei-me, meninas das alianças à frente e Afonso, o meu irmão mais novo, segurei o braço do meu Pai, e as portas da Sé abriram-se...




TO BE CONTINUED...

11 comentários:

Anónimo disse...

Oh... que giro! Sabe o que lhe digo?? Que Deus tudo providência. Queremos a continuação.
Quer então dizer que o cabelo e a maquilhagem foram feitos por principiantes,não? hehe Estava linda! E o cabeleireiro e o maquilhador levaram um belo raspanete depois, espero?!!
Felicidades e que venham muitos e muitos anos. E muitos irmãos para a Pilar.

Anónimo disse...

Uma noiva lindissima! muitos parabens pelo dia de hoje ;)

alexandrachumbo disse...

Há sempre histórias engraçadas para contar dos casamentos! Grandes dias com grandes aventuras!!! Fico a aguardar a continuação... mas não faças como certas meninas neste blog (mea culpa mea culpa) que escrevem posts a prometer continuações que nunca mais chegam... PARABÉNS! Resto de dia FELIZ!

TeresaHU disse...

E mea culpa também!! Para a semana (férias) virão posts sobre: namoro, livrinho lindo que me deram de presente para preparar o wedding, e saga Louboutin! Prometido!! Querida Cate, muitos parabéns pelos dois anos! Rapidamente serão 20! Lembro-me como se fosse hoje, um casamento de sonho e uma noiva que parecia uma rainha! Bj grande

Maria disse...

Quem diria que foi assim, heim? Uma pessoa vê as fotografias há uns meses no facebook (par de meses em que eu me registei neste "antro") e quem diria??????? Pois eu acho que foi providencial. Acho mesmo que o maquilhador devia ser daqueles que põe as pessoas a parecerem mascaradinhas e tu, querida Catarina, estavas tão bonita!!! Quem diria, heim???? Grande história. Ah!!!! E as tias servem para alguma "coisinha"...

Catarina Nicolau Campos disse...

Tia, as tias servem para TUDO!! E a cabeleireira/Maquilhadora era a directora técnica de uma cadeia internacional famosíssima, presença obrigatória nas passerelles do mundo inteiro...que não digo aqui, porque redimiu-se do erro na medida do possível e é uma excelente profissional

Catarina Nicolau Campos disse...

Obrigada boneca!! Beijinho grande!

Catarina Nicolau Campos disse...

Obrigada querida Xana!! Vou continuar, já tenho aqui tudo preparado, só falta o tempo ; )

Catarina Nicolau Campos disse...

Obrigada!!

Catarina Nicolau Campos disse...

É mesmo!! A continuação vem aí! Ainda há imenso para contar ;)
De recompensa tive um golden card durante um ano.. Tudo grátis!

Muito obrigada!! Sim, espero para o ano celebrar o 3º aniversário com companhia para a Pipoca ; )

Um beijinho grande

Ini Vaz Pinto disse...

Cateeee! Quero a segunda parte JÁ!! Que pena na altura ainda não te conhecer!