quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

"O CASAMENTO NÃO É PARA MIM"

 
Vale a pena ler:
Fonte e tradução d'AQUI

"Seth Adam Smith escreveu um post no seu blog que está a fazer furor na internet.
O texto com o título «O casamento não é para mim» tem sido partilhado intensamente tornando-se um fenónemo viral.
A própria do mulher do blog já foi procurada. Como a maioria das pessoas - o post já foi lido 24 milhões de vezes - ela confessou que foi completamente apanhada de surpresa e a primeira impressão foi negativa mas depois percebeu que não era o que parecia."

«Sendo casado apenas há um ano e meio, cheguei recentemente à conclusão que o casamento não é para mim. Agora, antes de começar a fazer ilações , continue a ler. Conheci a minha mulher no liceu quando tínhamos 15 anos. Fomos amigos durante dez anos até... até decidirmos que não queríamos ser só amigos. :) Recomendo fortemente que os melhores amigos se apaixonem. Bons momentos virão para todos.
No entanto, apaixonar-me pela minha melhor amiga não me impediu de ter certos medos e ansiedades acerca do casamento. Quanto mais eu e a Kim abordávamos a decisão de casar, mais eu era preenchido com um medo paralizante. Estaria pronto? Estaria a fazer a escolha certa? Seria Kim a pessoa certa para me casar? Será que ela me faria feliz?
Até que numa noite fatídica, partilhei estes pensamentos com o meu pai. (...) O meu pai dar resposta às minhas preocupações foi um grande momento para mim. Com um sorriso sábio ele disse «Seth, estás a ser completamente egoísta. Por isso vou pôr as coisas de forma muito simples: o casamento não é para ti. Tu não te casas para te fazeres a ti próprio feliz, casas para fazer outra pessoa feliz. Mais do que isso, o casamento não é para ti, casas-te para uma família. Não só pelos cunhados e todos esses absurdos, mas pelos filhos que hão de vir. Quem queres que te ajude a criá-los? Quem queres que os influencie? O casamento não é para ti. Não é sobre ti. O casamento é sobre a pessoa com quem te casas. Foi naquele preciso momento que percebi que a Kim era a pessoa certa para casar-me. Percebi que queria fazê-la feliz, vê-la sorrir todos os dias, fazê-la rir todos os dias. Queria fazer parte da família dela e a minha família queria que ela fizesse parte da nossa. (...).
O conselho do meu pai foi chocante e revelador. Fui contra contra a «filosofia Walmart» em que se não te faz feliz, podes devolver e levar outra nova.
Não, um casamento verdadeiro (e um amor verdadeiro) nunca é sobre ti. (...)
Há algum tempo, a minha mulher mostrou-me o que significava amor incondicional e altruísta.
Durante muitos meses, o meu coração estava a endurecer com uma mistura de medo e ressentimento (...) as emoções romperam. Fui insensível. Fui egoísta.
Mas em vez de corresponder ao meu egoísmo, Kim fez algo para além de maravilhoso, ela mostrou um amor sem limites. Deixando de lado toda a dor que eu tinha causado, ela carinhosamente tomou-me nos seus braços e curou a minha alma.
Percebi que tinha esquecido o conselho do meu pai. Enquanto do lado de Kim no casamento tinha sido o de amar,o meu lado do casamento tornou-se todo sobre mim. Esta terrível constatação levou às lágrimas, e prometi à minha mulher que ia tentar ser melhor».

Leia o texto completo aqui.
 
 

1 comentário:

Rosarinho MB disse...

Mesmo muito bonito....e verdadeiro!!