sexta-feira, 8 de junho de 2012

Notas soltas

1. De passagem por uma das mais conhecidas lojas de bikinis (mas que também vende fatos-de-banho) que possam conhecer, perguntei pelos fatos-de-banho.

Sra. da loja: Já temos poucos, este ano as mulheres estão muito mais à procura de fatos-de-banho e pouco de bikinis. E não estou a falar das crianças, estou a falar das mulheres da sua idade - acrescentou ela.

Eu: A sério? Fico mesmo contente! (sra. um bocado desnorteada com o meu contentamento face ao quase esgotamento do produto que eu pretendia). É sinal de que estão a ganhar bom gosto e já perceberam que os fatos-de-banho têm muito mais estilo.

Sra.: De certeza. E de facto as mulheres de fato-de-banho ficam muito mais elegantes e originais ("clap clap clap" no meu pensamento). Olhe, se gosta de algum é melhor despachar-se que muitos já esgotaram.

Foi uma ótima notícia! Andarão a ler o Heart?

2. Cheguei à conclusão de que prefiro os médicos aos mecânicos, no que toca a preços. Em ambos os casos não domino os assuntos da sua especialidade, e prefiro pôr-me nas mãos deles a fazer muitas perguntas. Mas, no caso dos mecânicos, NUNCA se sabe quantos euros nos vão sair do bolso. Passo a explicar:

Eu: Boa tarde, olhe acho que uma luz do meu carro está fundida e preciso de a mudar. Quanto é que custa?

Sr. mecânico: Então vamos lá ver se é só uma (afinal eram três: dois mínimos e um médio... perigo!).

Eu: Ok, então mudam-se as três. E quanto custa?

Sr.: x euros para cada mínimo e xxx euros para o médio.

Eu: Muito bem.

Enquanto tratavam do meu carro, liguei ao L (homem, muito mais entendido no mundo da mecânica) e disse-lhe toda contente que já estava a tratar de arranjar as luzes ("são três sabias?!", "sim eu sei já te tinha dito vinte vezes que tens as três luzes fundidas", "hum...") por um preço simpático.

Passados DEZ MINUTOS (nos quais 5 foram para arranjar as luzes e outros 5 foram para QUATRO homens tentarem fechar o capô do carro) vamos fazer contas:

Eu: Então quanto lhe devo?

Sr. mecânico: xxxxxxx euros.

Eu: (glup...) Mas... não eram só as três luzes que me disse?

Sr.: Sim, mais a mão-de-obra.

Eu: Olhe meu senhor, eu não ando a pagar essas enormidades por um simples trabalho de mão-de-obra que durou 5 minutos! Os outros minutos todos, que eu bem vi, foi para 4 colegas seus tentarem pôr o capô do carro onde ele devia encaixar! E para irem todos contentes lavar as mãos a seguir. E eu não ganho para pagar lavagens de mãos nem capôs encaixados a passo de caracol! (Isto era o que eu queria ter dito, mas não disse porque coitado, até foi simpático apesar de me ter cobrado de mão-de-obra um valor rídiculo para o que tempo que perdeu.)

Eu (versão real): Hm..., está bem. Obrigada então, boa tarde.

4 comentários:

Maria disse...

Teresa: é que este ano os fatos de banho estão mesmo na moda e não há rapariga "fashion" que não queira um e quando mais retro melhor! A garagem Precision do Saldanha não cobra mão de obra e são amorosos. Aqui fica o link: http://www.precision.pt/ESTAMOS/GLISBOA/saldanha.html

TeresaHU disse...

Obrigada Maria! Vou ver :) Estou a acompanhar (e vou participar) no passatempo!!

Catarina Nicolau Campos disse...

Princesa, pede um orçamento antes (na Midas é grátis). Eu faço sempre isso e assim eles ficam de certo modo vinculados ao que disseram e quando há alterações, perguntam sempre antes. Tenho ido à Midas do Colombo e eles têm sido impecáveis.
Aliás, lá no site até está escrito "A Midas compromete-se que o valor da factura seja igual ao valor do orçamento".

Ana Ulrich disse...

And the oscar goes to...........

Esta parte: "E para irem todos contentes lavar as mãos a seguir."

!!!!!