domingo, 12 de fevereiro de 2012

Do dom


Morreu ontem a cantora norte-americana Whitney Houston. Tinha 48 anos, e possuía uma voz absolutamente ímpar. Com esse dom que Deus lhe deu, superava-se e conseguia fazer o impossível apenas com a vibração das suas cordas vocais.
Tenho a certeza absoluta que com a sua música e voz tocou corações pelo mundo inteiro, e foi ainda mais longe e influenciou milhões de decisões de pessoas que ela nunca conheceu na vida, mas para cujas vidas foi determinante, através destes seus instrumentos.
Não tenho dúvidas que alguém, um dia, após uma última discussão, voltou atrás nas suas palavras e acções porque ouviu o “I will always love you”; que alguém, dia, acreditou na vida, porque  “There can be miracles, when you believe”; que alguém, um dia (eu mesma), renovou o seu ânimo perdido e escondido com “Step by step”…e por aí fora.
E por esta razão a sua morte tocou-me de modo especial. Fiquei triste por perceber que Deus lhe tinha dado um dom magnífico, poderoso, e que a degradação da sua vida pelo álcool e drogas, lenta e lamentavelmente, lhe foram roubando não só a voz -já não conseguia cantar como antes-, como a alma também.
O que me leva a questionar o que andamos nós a fazer com os dons que nos foram dados. Nós, mulheres, que somos chamadas a dar Vida ao mundo, a quem nos é pedido tanto, porque somos  capazes de dar tanto…! Os dons são isso mesmo, dons. Dádivas que nos são dadas para que as administremos, e não para que as tomemos como nossa propriedade, enterrando-as no nosso egoísmo.
É bom que cada uma de nós saiba identificar os seus dons, e sem medos ou vergonhas, saibamos reconhecer que, se os pusermos a render correctamente, também poderemos influenciar de maneiras que não imaginamos, porque Deus sabe sempre mais, as vidas de tantas pessoas! Também nós fazemos música com as nossas vidas, o nosso testemunho.

Por último, as apresentações. Quem vos escreve tem 22 anos, casada, mãe, finalista de Direito, e aceitou dispôr, sem qualquer falsa modéstia, os seus escassos dons a este fantástico blog, esperando que esta  constante partilha feminina nos enriqueça a todas, in Heart.

3 comentários:

HEart disse...

Bem vinda! Grande estreia, como sempre, Catarina!

alexandrachumbo disse...

Catarina, é um prazer ler-te! Beijinho

Margarida Benedita M. M. (DITA) disse...

Catarina fico à espera de muito mais...mais...