quinta-feira, 17 de março de 2016

O que de Verdade importa!



Ficaste alguns dias a ganhar forma e tentar “ser” o que hoje és, ao lado dos testemunhos (d)o que de verdade importa, um mero rascunho... 

Um cocktail de inspiração, motivação e valentia foram os ingredientes principais de uma lista de ideias e de valores que dão sentido à vida. O que estou tentar descrever é o projeto liderado por 7 mulheres que tiveram a ideia exemplar de criar uma fundação cujos propósitos são promover a difusão dos valores humanos, éticos e morais universais para o público em geral, por meio de atividades culturais. Um projeto que começou em Madrid no ano de 2007 e que hoje conta com a sua presença em várias cidades. 

Este ano foi a 3ª edição em Lisboa, a 1ª que eu ouvi e vi mais de metade da praça do campo pequeno a rir e a bater palmas por pessoas excecionais. Conversas feitas num palco improvisado e acolhedor em que os oradores escolhidos contam a sua história de vida para tornar mais rica a nossa caminhada e ainda o mais importante: (re)pensar o que faço aqui, que caminho estou a seguir , com quem quero seguir e o que Deus quer de mim a cada milésimo de segundo. 

Agora lanço o desafio : O que de verdade importa, para si? 

(tentativa de resposta) -Todas as respostas são válidas.

O que de verdade importa pode ter múltiplas respostas alicerçadas às várias perspetivas de cada um, face uma só realidade que é - a que vivemos todos dias e não sabemos o que nos espera. Tentando ser prática, seria reduzirmos a vida uma equação de grau simples em que o resultado é positivo. O positivo assume-se como as coisas benéficas para a sua vida. O ideal é sempre o obter resultados positivos e o infinito de boas verdades. Esta condição acontecer permanentemente seria bestial! Tudo corre bem e estamos sempre felizes. Quando as condições de vida nos levam para equações de 2º grau, 3º e por aí adiante e o resultado varia, entre o positivo e o negativo, aí a equação já começa a ter alguns defeitos e tudo se começa a complicar. Se pensarmos bem a matemática está presente em todos os dias da nossa vida. Consciente ou inconscientemente, todos somos influenciados e condicionados por várias condições, fórmulas e resultados. As condições são a realidade que cada um tem e perceciona à sua maneira p.ex. um momento de vida ou memória etc. Segundo esta mesma realidade, única, responde segundo as suas fórmulas de estrutura interna, que adquire ao longo da formação da personalidade, e daqui obtêm um resultado face as experiências que tem. 

(Complicado?) 

Parece! Evidente que a vida tornar-se-ia fácil (se) ainda reduzirmos, as coisas que nos acontecem a uma verdade maior, aquela que Deus quer e tem projetada para cada um de nós e o melhor - é mesmo a ausência de controlo no que nos espera e nos acontece. Pois as experiências-teste torna-nos resilientes à forma como lidamos a acontecimentos surpresa e fortalecem as nossas capacidades e intenções diárias. 



Como este texto não passa de um mero esboço de incentivo para se tornarem seguidores desta organização. Concluo com algumas ideias que podem responder ao desafio lançado. Como um dos oradores, Pedro Castro, da 3ª edição do congresso nacional de Lisboa, deste ano, disse, em momentos de tribulação : “A vida vai encarregar-se de endireitar as coisas. Ainda mais, a vida encarrega-se de nos redimirmos”. Perante os desafios mais complicados e difíceis de resolver, a vida traz sempre consigo vários presentes que nos ajudam a ultrapassar os obstáculos, sendo eles: o apoio dos amigos e da Família, sentir-se amado e querido pelos outros e a oportunidade de Recomeçar de novo. Uma das ideias iminentes é aceitar cada circunstância como uma oportunidade de crescer no amor, na caridade, na generosidade e na gratidão, de forma, a encontrar a paz e o equilíbrio, fazendo um caminho dentro do universo da felicidade. Amar muito as circunstâncias e ver cada uma delas como um ascensor para a realização humana e fonte de inspiração para os outros. Com referências deste exemplo de vida de Pedro Castro e de muitos mais oradores surgiu este grupo de conversas com especial foco na exploração da dimensão humana, que nos fazem pensar que todos temos uma missão específica na terra. A escolha passa por viver a vida como ela é, com mais ou menos sal, mas sempre com um sorriso nas dificuldades e um escape no que realmente gostamos de fazer, porque são os momentos em que vivemos connosco próprios e com os outros, que dão força para enfrentar o campo de batalha que é a vida que nos espera, Hoje! 



P.s. Não se esqueça de reduzir a sua vida a uma equação simples e a multiplicá-la pelo fator da Verdade Absoluta, obtendo o resultado positivo, à sua medida!!

Sem comentários: